<< Voltar >>
Escrito por: Roberto Silva
Tabernáculo
Ex 40:1-8 Falou mais o Senhor a Moisés dizendo: No primeiro mês, no primeiro dia do mês, levantarás o tabernáculo da tenda da congregação. E porás nele a arca do testemunho e cobrirás a arca com um véu. Depois meterás nela a mesa, e porás em ordem o que se deve pôr em ordem nela: também meteras nele o castiçal e acenderás suas lâmpadas. E porás um altar de ouro para o incenso diante da arca do testemunho, então pendurarás a coberta da porta do tabernáculo. Porás também o altar do holocausto diante da porta do tabernáculo da tenda da congregação..E porás a pia entre a tenda da congregação o altar e nelas porás água. Depois porás o pátio ao redor e pendurará a coberta a porta do pátio.

Quando Deus tirou Israel do Egito para fazer deles uma grande nação de onde Deus enviaria o Messias Chamado Jesus Cristo, Deus instruiu Moisés construir uma tenda que ficava no Meio da congregação onde todo o povo ficava. Nela Deus desceria em uma nuvem para conversar com Moisés e instruir seus propósitos. Este lugar se chamaria TABERNÁCULO de onde Deus falaria com Moisés. Então tabernáculo quer dizer; DEUS

HABITANDO NO MEIO DO POVO.
 Também neste tabernáculo Deus instruiu a Moisés a colocar determinados utensílios que tipificava Verdades Espirituais que Deus queria mostrar através destes. O tabernáculo também apontava a necessidade da vinda de Seu filho Jesus para morrer em nosso lugar.
Prezado leitor vamos entrar neste lugar e vislumbrar tipificamente o que Deus queria falar através dos utensílios deste tabernáculo.

O CERCADO DO TABERNÁCULO
Todo o tabernáculo era cercado com cortinas brancas que eram plantadas nas areias do Deserto através de estacas e cordas tipo tenda de circo. O tabernáculo não ficava parado em um único lugar sempre que a nuvem sobre o acampamento movimentava o tabernáculo era desmontado e seguia a nuvem que indicava a direção que Deus queria que o povo fosse. E todo povo seguia junto. O tabernáculo ensinava que não devemos colocar nossas bases nesta vida que é transitória, mas devemos seguir os caminhos que Deus indica para irmos.

A PORTA DO TABERNÁCULO
 O tabernáculo tinha uma UNICA porta. Isto indicava que só há uma maneira de chegar a Deus que é pessoa de Jesus Cristo que já dizia: EU SOU A PORTA. A porta tinha uma cortina de cor vermelha que sugeria cor de sangue. A forma de chegar à presença de Deus foi a forma que Deus providenciou derramando seu sangue na cruz do calvário.

A PROVIDÊNCIA DE DEUS
Assim que o Sacerdote entrava naquele cercado chamado tabernáculo imediatamente ele via um altar de sacrifício. Naquele local diariamente era imolado animais em prol do pecado do sacerdote e do povo.

Isto diz que quando você entrar no átrio de Deus você tem que entender que  você necessita do sangue de Cordeiro de Deus foi derramado por você para você ter condição de estar na presença de Deus.

A LIMPEZA DE DEUS
Depois de passar pelo ALTAR DO HOLOCAUSTO se deparava com a pia de bronze cheia de água onde o sacerdote se lavava para se purificar e estar (simbolicamente limpo) na presença de Deus. Jesus é a água da vida. A água fala de lavagem de impureza e também de saciar Sede. O bronze do que era feito a bacia simbolizava o julgamento de Deus. Deus julgou o seu filho que não tinha culpa pelos nossos pecados para lavar-nos de nossas culpas.

A CASA DE DEUS
 Agora a caminhada do Sacerdote desemboca em uma tenda de aspecto feio por fora, mas por dentro era bonito. Isto mostra que para quem serve a Deus quando ele esta de fora não há nada de agradável que o inspire a servir a Deus. Mas quando ele entra na casa, ou seja, começa contemplar os propósitos de Deus o que lhe parecia feio lhe torna agradável.

A LUZ DE DEUS
 Havia dentro da tenda um candelabro de ouro com 7 velas que iluminavam o interior .Esta era a única luz que iluminavam aquele lugar. Na caminhada no interior do tabernáculo ninguém ficava sem ver as grandezas de Deus. Quem busca a Deus  vê a luz divina que ilumina o nosso caminho e nos da visão daquilo que pode nos fazer tropeçar.Também esta luz tipificava Jesus que é a luz do mundo.

O ALIMENTO DE DEUS
 Logo após o Sacerdote se deparava com uma mesa que continha os pães da preposição. Eram doze pães divididos entre dois de seis que eram o alimento dos sacerdotes que ministravam na tendo. Estes pães apontavam que quem entra na presença de Deus se alimenta do pão do céu. Também tipificava Jesus o pão vivo descido do Céu.

A COMUNHÃO COM DEUS.
Logo após havia um altar que queimava constantemente uma substancia aromática (INCENSO) que se transformava em fumaça subia na chaminé da tenda. Esta fumaça significava a ORAÇÃO DE JUSTO que sobe até as narinas de Deus. Elas são perfumosas porque de Deus tem prazer nas orações do Justo. Também simboliza a intercessão de Jesus em favor da humanidade pela sua morte vicária.

A CORTINA DO TABERNÁCULO.
Nesta parte do tabernáculo havia uma cortina que estabelecia um limite até ai o homem podia ir. Após esta cortina só um homem poderia entrar isto só uma vez por ano. Era o Sumo Sacerdote. Este lugar se chamava SANTOS DOS SANTOS. Isto indicava que a intimidade de Deus estava fechada para todos os homens. Nela havia a ARCA DO CONCERTO, era de lá que Deus falava com Moisés. Quando Jesus morria na cruz a Bíblia relata que o véu do templo rasgava de alto abaixo simbolizando que o véu que nos impedia de chegar a Deus havia sido tirado agora nós podíamos chegar SEM CULPA na presença de Deus através do Sacrifício de Jesus.

 
©2007 - MultSoluções Design. Todos os direitos reservados.